fbpx

Você conhece o conceito de Insegurança Alimentar?

O conceito de insegurança alimentar, infelizmente, ficou mais popular após o início da pandemia. Com uma quantidade sem precedentes de brasileiros sem renda da noite para o dia, aumentou significativamente o número de cidadãos que passam fome, seja ocasionalmente, seja de forma permanente.

 

Segundo a Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional ( REDE PENSSAN), divulgada em junho de 2022, um total de 33,1 milhões de pessoas não têm o que comer diariamente no Brasil. O número é quase o dobro do estimado em 2020 e representa 14 milhões de pessoas a mais passando fome no país.

 

Se separarmos a insegurança alimentar em três níveis principais, temos o seguinte cenário:

 

● Insegurança alimentar LEVEL


Incerteza quanto ao acesso a alimentos em um futuro próximo e/ou quando a qualidade da alimentação já está comprometida

 

● Insegurança alimentar MODERADA


Quantidade insuficiente de alimentos

 

● Insegurança alimentar GRAVE


Privação no consumo de alimentos e fome

 

Olhando por este prisma, com certeza você ou alguém da sua família conhece alguém que se enquadra em uma destas categorias. Sendo assim, há muitas formas pelas quais você pode se envolver aos poucos no combate à fome no país, fazendo o que está ao seu alcance de forma pontual ou recorrente.

 

Veja apenas algumas de nossas sugestões para implementar na sua rotina já:

 

● Tomar medidas para evitar o desperdício de alimentos na sua casa: das compras à mesa, como você pode melhorar este processo de modo a comprar apenas aquilo que você e sua família vão de fato consumir?

● Comprar alimentos direto do produtor

● Escolher verduras, frutas e legumes fora do padrão estético, vendidos em comércios especializados. Frutas e legumes “feios” também são saudáveis.

● Doar seu vale-refeição ou vale-alimentação

● Escolher ONGs como a ONG Banco de Alimentos para redirecionar sua Nota Fiscal Paulista

● Doar seu tempo na distribuição de refeições preparadas por organizações sociais

 

Todo mundo tem fome, mas nem todo mundo pode comer. Se pensarmos como comunidade e nos ajudarmos uns aos outros, dia após dia, talvez seja possível aliviar a dor de quem sofre por não ter o que comer. Clique aqui e saiba mais sobre outras formas de ajudar em nossas campanhas.
(Dados: Olhe Para a Fome)

 

#bancodealimentos #ONU #fomenoBrasil #fomenomundo #eviteodesperdicio #doaçãodealimentos #façasuaparte #doealimentos #combateafome #abrasel #bareserestaurantes #insegurançaalimentar

Outros Posts ONG BANCO DE ALIMENTOS