fbpx

Pequenas Mudanças para Ajudar a Preservar o Meio Ambiente

Na Semana Mundial do Meio Ambiente, viemos aqui fazer nossa parte e dividir com vocês algumas dicas de como, ao implementar pequenas mudanças na sua rotina, você pode ajudar na preservação dos recursos naturais do nosso planeta. Confira nossas sugestões e vamos juntos fazer da Terra um lugar melhor para a nossa e as gerações futuras!


1. Torneira fechada


A água não precisa ficar correndo sem utilidade enquanto você escova os dentes, lava a louça ou toma banho, sabia? Deixe para abrir a torneira na hora somente na hora do enxágue e você notará uma enorme mudança no volume de água consumido na sua casa. O mesmo serve para o uso da luz elétrica: apague a luz dos ambientes sem uso, opte por lâmpadas de menor consumo (como as de LED) e ensine seus filhos a fazer o mesmo.O planeta e o bolso agradecem!


2. Faça uma composteira caseira


Poder reutilizar alimentos de forma a produzir benefícios ao meio ambiente é apenas uma das funções da composteira caseira. Em casa ou apartamento, você pode ter a sua e colaborar com o planeta. Veja como fazer de acordo com as orientações da Epagri – Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina.


Materiais necessários


● 3 baldes de plástico com tampa (os de gordura vegetal são ótimas opções e podem ser encontrados em qualquer panificadora)
● 1 kit torneira
● 1 furadeira ou retífica
● 1 meia-calça de nylon ou uma tela qualquer de malha bem fina
● minhocas


Como construir a composteira


● Para entender melhor as instruções de montagem, numere os baldes de 1 a 3. Depois que a composteira estiver pronta, eles serão empilhados
● Faça vários furos nas laterais superiores dos baldes 1 e 2 para que o ar consiga entrar e sair
● Faça vários furos no fundo dos baldes 1 e 2
● Faça, ainda, um recorte circular nas tampas dos baldes 2 e 3 para que o chorume escorra de um balde para o outro
● Fixe uma meia calça ou tela entre a tampa e a boca do balde 3 para que as minhocas não caiam no chorume
● Instale a torneira na lateral do balde 3, próxima ao fundo. É por ela que será coletado o chorume

 

Como usar e abastecer a composteira


● Balde 1: recebe resíduos orgânicos e restos de jardim, matéria seca
● Balde 2: composto sólido
● Balde 3: composto líquido


Empilhe os baldes na ordem numérica, com o número 1 no topo. Os baldes 1 e 2 trocam de posições ao longo do processo e o 3 fica sempre fixo na base.


No balde 1, coloque as minhocas, juntamente com o substrato em que elas estão envoltas. Esse procedimento protege as minhocas do contato direto com alimentos que ainda não estão em fase de decomposição, criando um ambiente confortável para elas.


Em seguida, coloque no balde 1 os resíduos orgânicos da cozinha (que são ricos em nitrogênio) e adicione uma camada de material vegetal seco (que são ricos em carbono), como grama cortada e folhas secas. As camadas de diferentes materiais garantem uma boa relação carbono/nitrogênio. Uma boa proporção é um volume de três partes de materiais ricos em carbono para uma parte de materiais ricos em nitrogênio. Esses dois materiais serão adicionados aos poucos, até encher o balde 1. A composteira deve ser abastecida diariamente ou a cada dois dias.


Quando o balde 1 estiver cheio, ele troca de lugar com o balde 2, que estará vazio (depois que o adubo for retirado), pronto para começar o mesmo procedimento que foi feito no balde 1. Apesar de as minhocas se deslocarem de um balde para outro pelos orifícios, nesse momento é recomendado colocá-las no balde de cima com um pouco de substrato.


A composteira doméstica deve ficar em um lugar arejado, protegido da chuva e do sol.


Como usar o adubo e o chorume


O conteúdo formado nos baldes 1 e 2, depois da completa decomposição, é um adubo natural que pode ser usado em jardins e hortas. O tempo para os resíduos orgânicos de cozinha serem transformados em composto varia de 45 a 60 dias. Esse prazo depende do tipo e da quantidade de resíduos utilizados, da quantidade de minhocas, da temperatura, da umidade, etc.


Uma maneira simples de verificar se o composto está pronto para ser usado é observar se o conteúdo se tornou uma massa uniforme, sem cheiro, e sem que nenhum resíduo de alimento consiga ser identificado. Esse composto pode ser aplicado no solo, como adubo.


Enquanto os restos de matéria orgânica se decompõem, um líquido escuro vai sendo armazenado no balde 3. Esse líquido é o chorume, um poderoso fertilizante natural para as plantas, que é retirado pela torneira do balde 3.

O chorume pode ser utilizado diretamente no solo, em fruteiras e canteiros de hortas. Deve ser diluído em água (1 medida de chorume para 10 de água), e pode ser aplicado semanalmente ou quinzenalmente.


3. Faça uma refeição vegetariana na semana


Você conhece o movimento “Segunda Sem Carne”? Existente em mais de 40 países, a iniciativa propõe uma atitude intencional para redução dos impactos da pecuária no meio ambiente, uma das atividades que mais consomem recursos naturais no mundo. Ao escolher um dia da semana para abrir mão da carne e adotar uma alimentação vegetariana, você está cuidando não só do planeta, mas certamente da sua saúde também.


Saiba mais sobre o movimento no @segundasemcarne


4. Organize sua vida no digital,


Hoje em dia, com a tecnologia que só nos ajuda na organização pessoal e profissional, é plenamente possível deixar a impressora de lado e ter todos os seus documentos, boletos, materiais profissionais e afins apenas eletronicamente. Confira nos serviços que você utiliza e no seu banco tudo o que você pode ter digitalmente e dispense o recebimento de qualquer tipo de comunicação impressa.


É claro que para trabalhar, estudar, se planejar o papel é muito importante: escolha bons materiais, de preferência que já foram reciclados, e ao término do uso encaminhe tudo o que não tem mais serventia à reciclagem.


Pode causar estranheza no início, mas você verá como ter menos papel facilita muito sua vida!


5. Aproveite integralmente os alimentos


O desperdício de alimentos gera grandes impactos ambientais. Esse tipo de descarte é o terceiro maior emissor de CO2 (gás carbônico) do mundo: no Brasil, 30% de todo o alimento produzido é desperdiçado, agravando quadros de insegurança alimentar e extrema pobreza no país.


É possível aproveitar os alimentos de forma integral: cascas, folhas, talos e sementes podem ser usados em receitas extremamente fáceis e nutritivas.


Confira nossas receitas que vão ajudar você neste processo de economia e conscientização do uso correto dos alimentos.

Outros Posts ONG BANCO DE ALIMENTOS