A DINÂMICA SOCIAL DO DAR E RECEBER

ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA PEQUENO PRÍNCIPE

Por aproximadamente 15 anos, a ONG Banco de Alimentos apoia o trabalho da Associação Comunitária Pequeno Príncipe. Em 2019, foram entregues mais de 3.000 quilos de alimentos que ajudaram a nutrir o corpo e a alma de todos na associação.

De acordo com Ana Creuza Rosa, cozinheira e coordenadora de segurança alimentar da Associação Pequeno Príncipe, as doações beneficiam 120 pessoas, entre crianças, jovens e os adultos que trabalham na organização realizando os atendimentos. “Não só os alimentos são importantes, aprender a usar os alimentos de forma total também faz diferença.” explica Rosa.

A Associação Pequeno Príncipe foi oficialmente constituída em 13 de setembro de 1997. Nasceu da iniciativa de três mulheres Amparo del Moral, Alexa Pratley e Gudrun Bukhard, que trabalhavam na extinta Artemísia – Centro de Desenvolvimento Humano, nesta época lidavam com um contraste de situações sociais de oportunidades para pessoas privilegiadas por um lado e pobreza para pessoas oprimidas por outro.

A instituição cresceu com a comunidade, em um contexto social complexo de pobreza e falta de perspectiva e hoje atende os filhos das suas primeiras crianças atendidas. O trabalho é parte importante da comunidade, representa um dos poucos recursos socioeducativos e comunitários em uma área de proteção ambiental onde os moradores se encontram socialmente ilhados.

Atualmente é dirigida por um grupo gestor composto por trabalhadoras contratadas, apoiado pela diretoria e assessorado por um eventual serviço terceirizado de consultoria. Na experiência da organização se destaca o pleno conhecimento do seu público alvo (23 anos atuando na zona) e a metodologia diferenciada (Antroposofía e Pedagogia Waldorf).

Possui três eixos norteadores (Educação, Proteção e Saúde) e desenvolvem diversas atividades destacando o apoio a práticas esportivas e de lazer, desenvolvimento da expressão corporal, musical e artística, incentivo à educação positiva, promoção do fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários, educação para a saúde e segurança alimentar e estímulo à agricultura biodinâmica.

A maior parte do quadro de funcionários é composta por moradores da comunidade que desenvolveram sua carreira profissional na instituição. Sua missão é humanizar o futuro da sociedade acolhendo crianças, suas famílias e comunidade, na dinâmica social do dar e receber para que todos encontrem o melhor de si.

Outros Posts ONG BANCO DE ALIMENTOS

rony-meisle-e-alexandre-birman_1_33666

Estado de Minas – Gestão com propósito

Em entrevista ao jornal Estado de Minas (04/09), Rony Meisler, cofundador do Grupo Reserva e CEO da AR&Co, destaca o projeto 1P5P de combate à fome, desenvolvido com a ONG…
crianças

OBA e escolas juntas para um mundo mais sustentável.

 ONG Banco de Alimentos mobiliza crianças e jovens nas escolas para atividades relativas ao Dia Mundial da Alimentação, em 16 de outubro.   811 milhões de pessoas vivem em estado…
EnglishPortuguese